terça-feira, 25 de setembro de 2012

E a primavera chegou...

Bem e a primavera chegou...O mês de setembro é especial para mim e sempre vai ser: é meu aniversário!!!!E agora posso dizer que meu duplo aniversário,já que descobri que estava com Câncer no dia 1º de setembro e eu sobrevivi!!!!

Eu sobrevivi!!!!! Essa é a frase que resume o que eu to sentindo agora!!!!! Faltam apenas 3 aplicações de Herceptin e depois só acompanhamento!!!! Tá certo que o acompanhamento é para o resto da vida, mas tudo bem,eu vou ter "resto da vida" - EU SOBREVIVI!!!!!

Eu estou me sentindo eufórica, mas por enqaunto controlada. É como se eu fosse um balão que estivesse enchendo aos poucos para ser solto e voar livremente....

O João está em Brasília preparando nossa casinha pra receber a gente novamente, eu fiz uma planta super mal desenhada de como eu queria a casa e lá foi ele embora pra fazer as minhas vontades.... Como agora já temos um diagnóstico da Ana Luiza e uma orientação sobre o que é melhor pra ela,resolvi fazer umas mudanças nos móveis,na decoração da casa para deixar o ambiente mais acolhedor e seguro para ela. Isso já é uma preparação para a volta da gente para o DF.

Aproveitando o embalo,resolvi pintar toda a casa....A fachada vai ser toda azul, vai ser uma casinha azul de janelinha branca....como nos sonhos mais doces de uma criança...

Fora isso,aproveitei o artesanato do Ceará que é muito lindo e fiz meu enxoval. Engraçado eu já casei 2 vezes, como eu sempre brinco, eu me mantenho casada há 11 anos...Mas, foi a primeira vez que eu comprei,que eu escolhi, que eu paguei pelo enxoval. Enxoval,modo de dizer, conjuntos de cozinhas, lençol, conjuntos de banheiro, paninhos de enfeites, essas coisas de casa.  

Antes eu sempre ganhava, até tenho um monte de coisa linda que a minha vó me deu, que eu também vou usar - até porque antes estava tudo guardado esperando uma ocasião para usar e agora eu descobri que a "ocasião" é hoje.

E o que tudo isso tem a ver com o Cancer de Mama?????

Tudo!!!!!!!!!!!!!!!!!

Eu precisei ter Câncer para descobrir que hoje é agora....Que eu tenho que tomar as rédeas da minha vida....Que eu sou capaz de decidir.......Que eu sou capaz de ser amada pelas pessoas querendo.....Que eu tenho muito o que fazer pela frente.....Que.....

Lógico, que todas as mudanças requerem tempo e jeito!!!! E eu acho que meu momento é esse, de me reafirmar como pessoa,como ser pensando e protagonista da sua existência, sem, contudo, para isso magoar as pessoas, abalar as estruturas do mundo!!!!! 

Eu sobrevivi.

quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Dias melhores....

Finalmente parece que dias melhores chegaram....aqueles dias que eu tanto sonhei no inicio do tratamento, aqueles dias que em alguns momentos eu acreditava que nunca mais iam existir, aqueles dias que pareciam terem ficado no passado, aqueles dias melhores e aguardados!!!!

Hoje eu acordei as 06:10 da manhã e estou até agora acordada, já são 22 horas!!!! Uauuuuu isso pode parecer banal para a maioria das pessoas, mas pra quem já sofreu da famosa "Fadiga Oncológica",que tira todas as energias da gente, deixa o corpo exausto a ponto de precisar se apagar durante o dia para recarregar as energias...porque eu não dormia durante o sono como uma pessoa normal, eu simplesmente apagava por horas e horas....

Esses dias melhores me deixaram motivada a enfrentar a burocracia do Detran e ir atras de renovar minha habilitação e ver a possibilidade de conseguir o desconto para compra de carro zero. Existe uma lei que dá desconto do IPI, IOF e ICMS para portadores de deficiência, como o esvaziamento da axila deixa sequela na movimentação do braço, isso me dá o direito do desconto. É claro, se eu for assim avaliada por um médico perito.

Para minha surpresa foi bem mais facil do que eu imaginava....Primeiro tenho que destacar o atendimento preferencial ofertado pelo Detran, realmente é preferencial!!! Como eu fui acompanhada da Ana Luiza tive atendimento preferencial, não peguei fila em momento nenhum. Em 2 horas eu consegui dar entrada na documentação para renovação da habilitação, pagar a taxa, preencher a ficha, tirar a foto e as digitais, passar pelo exame médico comum, ser encaminhada para o núcleo de saúde e passar pela pericia especial.

O problema começou exatamente ai: a pericia especial! O médico que me atendeu foi extremamente grosseiro. Afirmou que o relatório do meu mastologista não tinha valor nenhum, que precisava do resultado da biopsia, que pelo relatório eu teria condições de dirigir um veiculo normal. Lógico!!! Não é o braço dele que fica pesado,inchado e sem força nem pra abrir uma garrafa de refrigerante!!!! Enfim, me mandou trazer o resultado da biopsia outro dia, sem pressa.

Fui no dia seguinte entregar a bendita biopsia, passei novamente por outro médico, que também nem me examinou, apenas afirmou não saber porque o outro médico havia pedido a biopsia e pediu para eu agendar uma junta médica. Para minha sorte, a funcionária do setor se compadeceu com a minha história de ter recebido uma informação errada e marcou a tal junta médica pro dia seguinte. Resultado: a junta médica era apenas um médico que, finalmente, me examinou, fez alguns testes e me considerou inapta para dirigir carro comum!!!! Era tudo que eu precisava para conseguir o desconto. Agora é só reunir a documentação e dar entrada na Receita Federal!!! Ah,e ter dinheiro para comprar um carro zero,coisa que no momento eu não tenho!! Só um detalhe...

De toda forma eu consegui!!! Enfim,os dias melhores começaram!!!!

segunda-feira, 6 de agosto de 2012

E o desânimo, cadê?????

Esses dias depois do casamento do meu irmão foram ótimos, minha família estava praticamente toda aqui em Fortaleza, e eu acabei passeando bastante, afinal tinha que acompanhar os parentes (ótima desculpa).

Eu sei que eu fui pra praia, não tomei Sol nem banho de mar, mas senti o ventinho batendo no rosto, senti o cheiro do mar, vi paisagens lindíssimas, me diverti com meus filhos, brinquei com os meninos...
E ai sabe o que eu percebi: que a minha disposição estava voltando!!! É isso mesmo, eu estou me sentindo bem mais disposta, o meu corpo não tem doido mais, apesar de eu continuar gorda.

Na semana depois do casamento eu tive aplicação do Herceptin e quase não acreditei na foto que a minha mãe tirou na sala de espera da quimio, eu estava ótima.....Sabe aquela foto que você se reconhece? Eu me reconheci de novo!!!!!! Depois da aplicação eu fiquei molinha, dormi o dia todo, mas no dia seguinte eu já estava boa de novo.

Sabe eu não fiquei só passeando não, as crianças estavam de férias e eu cuidei delas, fiquei mais com elas, fiz um monte de coisas.....Ajudei o João a cuidar dos meninos...Ah, por falar nisso, eu e o João, ficamos juntinhos, namoramos um pouquinho, foi muito bom....

Nesse período fiz também perícia médica aqui em Fortaleza, o médico me deu 90 dias e disse logo: depois desse período você precisa voltar a trabalhar!!!! Na hora eu fiquei chocada, não imaginava escutar isso, assim de uma vez...Mas depois de conseguir assimilar a ideia, eu adorei a ideia!!!!! Já liguei no meu trabalho, falei com o pessoal, já estou me organizando com as minhas férias do ano passado que eu não consegui tirar, enfim mil planos...Deu até saudades de trabalhar de novo.

Isso tudo tem a ver com a disposição que está voltando!!!! Antes eu até tinha saudades de trabalhar, mas nem me imaginava, morria de medo porque achava que não ia dar conta...agora não, agora eu acho que vou dar conta de trabalhar de novo, pode até ser difícil no começo, mas eu sei que vou conseguir!!!

Bem feliz por me sentir mais disposta!!!!!

Esperando o Herceptin

Morro Branco - CE


domingo, 22 de julho de 2012

Biopsia

Biopsia = retirada de um fragmento de tecido de um ser vivo para exame histológico. Isso é para o dicionário....
Biopsia = pode dar merda!!!!! Significado para mim.....
Infelizmente pra quem já passou por uma biopsia que o resultado estava escrito aquela palavrinha chata: maligno, toda biopsia é uma corda bamba...Dessa vez, eu estava preocupada em dar alguma coisa, as caracteristicas do cisto que eu tinha eram compatíveis com câncer de ovário, fora o liquido maluco que invadiu minha barriga...é lógico que você fica apreensiva.
Mais de uma coisa eu tinha certeza, se desse maligno eu ia me esforçar mais ainda pra ficar boa!!!! Eu não sei de onde eu ia tirar força, mas eu ia tirar...Eu quero muito ficar boa pra aproveitar a minha vida!!!!
Eu quero viver e isso eu tenho certeza!!!!!
Pois bem, a biopsia não deu nada!!!!!!!!!!!!!!!!
Acho que tinha tanta gente rezando, orando, mandando boas energias, pedindo, que foi uma corrente e tudo deu certo! Sabe, depois que eu fiquei doente eu comecei a perceber o quanto eu era querida pelas pessoas, o quanto as pessoas me querem bem, isso foi muito bom.
Eu acredito que a doença é uma crise e crise sempre é sinal de mudança, de aprendizado e umas das coisas que eu estou aprendendo é que sou amada.
A recuperação da cirurgia tem corrido super bem, quem me vê não imagina que tem 12 dias que fiz uma cirurgia para a retirada de um monte de órgãos. A minha barriga tá bem desinchada, eu to andando super bem, fazendo tudo, quando eu canso ou sinto um pouquinho de incomodo, eu me deito, fico quietinha e logo passa.
Ontem foi o casamento do meu irmão e eu consegui acompanhar tudo. Participei da cerimonia, da festa, fiquei praticamente até o final, só não pude dançar... Já falei pro Thiago que ele tá devendo me levar para dançar, porque tinha uma banda de samba e outra de rock na festa e eu não podia dançar, só mexia os bracinhos kkkkkkkkkkkk.
Assim que eu tiver fotos eu coloco pra vocês verem. Quem não me conhecia de antes, nem percebeu que eu estava me recuperando de uma cirurgia e ainda em tratamento pra câncer de mama. Eu estava ótima e super feliz!!!!
Na verdade, a vida só vale por essas coisas, esses pequenos momentos que a gente é feliz por estar com alguém, por ver alguém feliz... Eu me senti muito viva por ver o meu irmão que eu amo muito casando, começando uma nova família e sendo feliz!!!! E eu fiquei com mais vontade ainda de me manter viva e bem (acho que é dai que eu tiro minha força), afinal daqui há pouco ele vai me dar um sobrinho ou sobrinha linda e eu preciso estar viva e muito viva pra aproveitar muito!!!!!!

domingo, 15 de julho de 2012

Me recuperando

Bem estou me recuperando, ainda com dores, com a barriga inchada, mas dando tudo certo que é o mais importante de tudo. Eu me internei na madrugada da terça-feira e fui pro centro cirúrgico as 6 da manhã. O médico tinha optado por retirar apenas o cisto e preservar os ovários, mas avisou que se caso ele percebesse algo diferente ele retiraria tudo: os ovários, útero e trompas. Fui pra cirurgia tranquila, conversei com o anestesista, ajudei na hora de tomar a anestesia que foi aquela da coluna, igual de cesária, até que apaguei.
Acordei umas 4 horas depois na sala de recuperação com muita dor e super dopada. Conforme foi passando a anestesia eu fui sentindo dor, mais dor e o trem ficou insuportável....A enfermeira me deu vários remédios pra dor, o tempo foi passando e nada de eu ir pro quarto...A enfermeira disse que eu só poderia subir pro apartamento quando estivesse sem dor. Ai tava difícil, porque eu estava sentindo muita dor. Já eram 3 horas da tarde quando meu médico apareceu com a minha mãe a tira colo dentro da sala de recuperação. Minha mãe tinha ficado desesperada com a demora pra eu ir para o quarto e chamou o médico. Só depois disso fui pro apartamento. A coitada da minha mãe disse que ficou tão nervosa sem noticias e com a demora que eu vou ter que indeniza-la por todos os fios brancos que apareceram na cabeça dela depois disso.....
Quando cheguei no quarto minha mãe conversou comigo e contou que as coisas não tinham saído como o esperado. O médico havia retirado todos os órgãos ginecológicos, disse que além do cisto estar grande com aspecto heterogêneo havia muito liquido na cavidade abdominal. Por essa eu não esperava: liquido na cavidade abdominal????? Pelo que eu entendi, esse liquido não é muito bom, toda vez que eu pergunta minha mãe muda de assunto, o médico diz pra esperar a biopsia....É biopsia, foi tudo pra biopsia....Sinceramente, depois que você tem câncer a simples palavra biopsia te dá arrepio...acho que se eu tiver que fazer biopsia da unha do dedão do pé já vou ficar desesperada. Enfim, estou tentando me controlar, mas uma coisa eu sei, independente do resultado da biopsia eu só tenho uma alternativa: continuar a lutar!!!!!! Ainda estou no meio do tratamento e preciso continuar pra ficar boa.
Fiquei chateada por perder a formatura da minha prima Lara, eu queria muito ir, mas não deu mesmo....De qualquer forma, assim que estiver boa, liberada pra viajar eu vou visita-la. Na verdade, eu queria que quando acabasse a licença para tratamento de saúde, eu tirasse mais uns 6 meses de férias, só pra passear, relaxar, rever as pessoas e os lugares que eu gosto.....Não sei se vai ser possível, mas seria o ideal!!!!!
Bem fico por aqui, agradecendo muito todo mundo que manda boas energias pra mim, eu tenho certeza que ajuda muito na minha recuperação.
To colocando umas fotinhos minha com a minha prima Lara em homenagem a formatura dela. Ah, ela tá se formando fisioterapeuta.

Essa foto é antiga, eu sou essa de saia estampada e a Lara é a menininha de amarelo menorzinha em pé

Aqui já é ela adolescente e essa sou eu (qualquer dúvida né?)



Wander (namorado), Lara e minha vó Iaiá na colação de grau

Essa aqui é minha prima Suel, irmã da Lara, que já se formou, é pedagoga, já trabalha e é um pouquinho ciumenta!!!!!







segunda-feira, 9 de julho de 2012

Últimas notícias....

Informando que estou me internando agora a noite pra fazer uma cirurgia de retirada do cisto do meu ovário esquerdo. O danado cresceu ao invés de diminuir, tá doendo muito, com risco de romper e dar uma hemorragia. Por enquanto to sentindo muita dor, muita dor mesmo...
Quando der atualiza com mais noticias.

domingo, 8 de julho de 2012

Dias melhores

Pois é conversei com meu oncologista. O começo da consulta foi tenso, ele perguntou o que eu tinha, eu falei tudo e ele olhou pra mim e disse: você já conversou com seu ginecologista, isso você precisa resolver com ele. Na hora eu nem pensei veio na lata a resposta: eu já falei com ele sim, mas quem receitou o tamoxifeno que mexe com a parte hormonal foi o senhor, por isso eu vim aqui saber a sua opinião!!!!!

Aff, meu oncologista é assim: um grosso, só entende nessa linguagem....Ele é muito competente é professor, pesquisador, essa semana viajou pra Russia só pra dar uma aula!!! É só que ele é mais professor do que médico, nem sei porque ele ainda faz consultória, deveria só ficar dando aula. Numa das minhas consultas ele parou pra atender o celular (coisa que eu já detesto, acho uma falta de respeito tremendo com o paciente, deixa o celular com a secretária, e depois ela passa os recados #ficaadica), e ficou conversando sobre uma prova que ele ia dar, super nervoso com a pessoa na ligação dizendo que ele tinha que estar na hora do prova pra evitarem os alunos de colarem???!!!!!! Fala sério, eu na consulta me tratando de um câncer e ele preocupado com aluno que vai colar em prova....Ainda bem, que o tratamento já está acabando!!!!!

Bem, depois dessa minha intervenção mais firme, ele resolveu me escutar e sugeriu que eu fizesse uma cirurgia para retirar os ovários e o útero. Dessa forma, eu evitaria de tomar o tamoxifeno por 5 anos e não teria mais cistos, porque por enquanto tá tudo bem, mas um dia pode dar um cisto maligno e eu ter que começar tratamento tudo de novo. A minha ginecologista de Brasília já tinha dito pra eu fazer essa cirurgia, eu só não fiz por causa dos meninos que ainda eram pequenos e eu resolvi adiar um pouco até eles estarem maiores. Mas agora tô decidida, meu ginecologista pediu pra eu retornar pra consulta no inicio de agosto, quando voltar já conversar com ele pra operar logo. Já vai ter passado as férias dos meninos, o casamento do meu irmão e dá pra operar tranquila. O que eu não quero mais é ficar levando susta e passando dor. 

É muito difícil você ser feliz sentindo dor, e eu continuo sentindo dor...Fiquei uns dias sem sentir nada e agora voltou. Tá arriscado eu não consegui ir na Formatura da Lara ( minha prima), minha passagem é pra daqui há 2 dias, se eu continuar sentindo dor, como vou viajar pro outro lado do Brasil, num voo cheio de conexão e sozinha? Por mais que eu esteja louca pra ir pra formatura dela eu tenho medo de passar mal longe de casa. 

Eu to aqui, em pleno domingo, quietinha, de repouso, tomando remédio pra dor, e rezando pra passar e eu ficar logo boa. Mas é ruim, estar assim, hoje eu já não fiquei com os meninos, o Marco Aurelio já perguntou se eu estava dodói de novo, essas coisas que deixam o coração de mãe triste....
Fora a minha família, minha mãe já fica histérica, meu pai já nem fala, fica só calado, meu irmão fica mais nervoso ainda, além do casamento eu sentindo dor, desestabiliza a família todo....
A minha vó já tá doidinha porque meu tio (pai da minha prima que vai se formar) teve um AVC e ela tá na casa dele cuidando dele e ainda sabendo que eu to sentindo dor, ela já é velhinha e fica muita emoção pro coração dela.
Meu amor, coitado....que barca furada que ele entrou. Ele tinha uma vida tão calma antes de mim, ia pro trabalho, saia pra dançar, ficava com 350 mulheres e adorava carro....Depois de mim, a vida dele ficou uma loucura....eu quero muito ficar boa logo e ter uma lua de mel com ele, daquelas de ir pra um lugar que não pegue nem telefone, pra gente ficar só nós dois, sem nada pra atrapalhar....e que a gente possa se encontrar de novo, porque agora a gente tá só vivendo juntos, mas não conseguimos nos encontrar de verdade.

Por isso, que eu to doida pra operar, pelo menos é uma coisa a menos pra dar problema. Agora meu lema é esse: vamos arrancar tudo que possa atrapalhar!!!!!

Bem é isso, termino esse post com minhas dores e cheia de esperança de dias melhores....

terça-feira, 26 de junho de 2012

Com ou sem emoção?

Aqui no Ceará quando a gente vai fazer passeio de buggy nas dunas, o motorista sempre pergunta se a gente quer o passeio com emoção ou sem emoção. Sem emoção é apenas andar pelas belas dunas do Ceará admirando a paisagem. Já com emoção além de apreciar a paisagem, o motorista faz várias manobras arriscadas que dão frio na barriga, inclina o buggy em quase 90º pra descer a duna, corre, faz um monte de coisa....

Eu ultimamente tenho achado que meu tratamento está igual passeio de buggy, com emoção!!!! Só falta a parte de admirar a bela paisagem, sentir o vento batendo no rosto e no final tomar um delicioso banho em uma das milhares de lagoas que existem entre as dunas. 

OBS: Se você não conhece o Ceará, venha conhecer que aqui é muito lindo!!!!

Voltando ao tratamento, iniciei a fase de realizar os exames de controle. Meu mastologista, o querido Dr. Leonardo, lá de Brasília, pediu pra eu fazer mamografia e ultrassom da mama que restou, porque já fazia mais de 6 meses que eu tinha feito e precisava ver como estava. Eu voltei pra Fortaleza e um belo dia como o meu filho estava doente e o pediatra tinha pedidos uns exames, fui fazer os exames dele e aproveitei que já estava na clínica e resolvi fazer os meus também.

Quando eu entrei na sala da mamografia me deu um frio na barriga, até então eu não tinha pensado que estaria fazendo exame de novo. quando a moça perguntou qual o última exame que eu tinha feito, na hora eu me lembrei de como a mamografia, do resultado, da cirurgia, de tudo, passou um filme na minha cabeça....na hora me deu uma vontade de chorar...mas eu não chorei, fiquei firme.

Na hora do ultrasson a médica disse: tem um cisto simples no seio esquerdo. Como assim? Tem o que? Ah não, de novo não!!!!!! Fala sério, ninguém merece dar alguma coisa na mamografia, mesmo que seja simples....Mil angustias até o resultado sair, mesmo com a médica garantindo que era um cisto simples, eu não conseguia pensar em outra coisa. Finalmente o resultado: cisto simples BIRADS 2: achados benignos. 

Ufa era benigno!!! Tá mas mesmo assim, eu queria que não tivesse nada.....Depois que a gente tem câncer tem medo até de ter uma unha encravada, quanto mais um cisto no seio de novo.

Continuando, depois de uns dias comecei a sentir umas dores na barriga, bem embaixo, parecia uma cólica. Cheguei a sonhar que estava ficando menstruada, porque era essa a sensação que eu tinha. Só que depois que começaram as quimios eu nunca mais menstruei, e com o tamoxifeno eu não deveria menstruar. A dor começou a aumentar e ficar mais localizada, até que eu não aguentei mais. Em pleno domingo a noite, liguei pro meu irmão pedindo pra me levar no Pronto Socorro que eu não aguentava mais. 

O médico suspeitou de cisto ovariano, o que pra mim não era nenhuma novidade. Eu já retirei 5 cistos hemorrágicos no ovário direito desde os 14 anos. Meu medo era ter que enfrentar uma cirurgia para a retirada do cisto estando em tratamento. A dor era tanta que eu fiz uma grande burrada: tomei medicação pra dor no braço que esvaziei a axila!!!! Isso mesmo, aquele braço, que como diz minha amiga Priscila, é sobressalente, não serve pra nada!!!!! 

Quando eu contei pra enfermeira que não podia tomar medicação naquele braço, que eu tinha esquecido, a pobre quase caiu pra trás de susto.

Enfim, fiz ultrasson e apareceu um cisto de quase 5 cm no ovário esquerdo, que segundo o médico não era hemorrágico. Eu fiquei doida!!!! Porque cisto hemorrágico eu já conhecia, já sabia o que era, mas sem ser hemorrágico, podia ser qualquer coisa.


Depois de mil dores, angustia, choro por dor e por medo, consegui consulta no meu ginecologista que explicou que era apenas um cisto simples (outra vez um cisto simples) e que o próprio corpo iria absorver e ele sumir. Estou tomando remédio pra dor e fazendo repouso. No meio disso tudo, eu fiquei menstruada, muito menstruada... 

Estou com o corpo super dolorido, abatida, de cama mesmo....Hoje a noite vou passar por consulta com meu onco e ver o que ele vai fazer comigo, se eu continuo com o tamoxifeno, se vai mudar, sei lá.

O que eu sei é que eu não quero tratamento com emoção. Vamos combinar: emoção combina mais com passeio de buggy!!!!




quinta-feira, 21 de junho de 2012

Mudanças...

Todo muito que eu converso que está fazendo tratamento pra algum tipo de câncer ou já fez tratamento, fala sempre a mesmo coisa: a gente muda depois dessa experiência.... Agora eu estou começando a entender essa frase, eu também estou mudando....

Não posso dizer se as mudanças que ocorrem são pra melhor ou pra pior, porque isso depende de valores e cada pessoa tem sua hierarquia de valores. O que eu posso dizer é a gente fica diferente do que era. Tem um ditado que fala que a gente nunca toma banho duas vezes no mesmo rio....talvez seja isso.

Comigo tem funcionado mais ou menos assim, eu tenho pensando muito na minha vida, estou mais instrospectiva e a impressão é que às vezes eu estou repassando tudo o que vivi na minha cabeça novamente olhando com outros olhos, olhos de quem já sofreu muito e esteve em contato com a possibilidade da morte. Apesar de que todos nós todos os dias estamos em contato com a possibilidade da morte, a gente não sente assim, afinal pra morrer basta estar vivo!!!!!

Eu tenho sentido as coisas de forma diferente, uma coisa boba como tomar leite com nescau, eu sempre amei leite com nescau, sempre falava que se alguém me perguntasse o que eu levaria para uma ilha deserta, eu levaria leite com nescau....durante a quimioterapia meu paladar ficou totalmente alterado e o meu leitinho com nescau que eu tanto gostava, se tornou horrível!!!!! Eu não conseguia tomar de jeito nenhum leite com nescau. Pode parecer besteira, mas depois que a quimio acabou e meu paladar voltou ao normal tomar leite com nescau ficou ainda mais saboroso e prazeroso, eu passei a apreciar o gosto ainda mais!!!!!

Imagine se isso acontece com uma coisa simples como leite com nescau, imagine com o resto da vida da gente!!!! 

Eu sempre tive vários objetivos na vida, e lutei muito pra consegui-los, me esforcei muito, sofri, chorei, cai, tropecei, cresci, amadureci, tudo ao mesmo tempo...até conseguir alcançar alguns objetivos. Acredito que a maioria deles eu alcancei e agora estou naquela fase de desfrutar das coisas...Ai vem a doença me dá uma rasteira e me põe no chão. 

Agora percebo cada conquista minha de forma diferente, com um gosto diferente, e tenho vontade de usufrui-la de forma diferente de antes da doença. É como se tudo fosse novo, com novas sensações até mais intensas do que antes. Eu ainda estou nesse momento de transformação, acredito que ainda ocorrerão muitas mudanças em mim, e o que eu percebo que essas mudanças tem incomodado quem está a minha volta. Afinal o novo sempre dá um certo medo e incomoda. Mas esse é um processo inevitável que eu entrei.

Como todo mundo diz: eu estou mundando depois de passar pela experiência de um câncer. Pra melhor? Pra pior? Depende, cada um vai poder avaliar como quiser. Pra mim, apenas estou Diferente.

sexta-feira, 1 de junho de 2012

Radioterapia

Resolvi escrever sobre a radioterapia porque eu falei tão pouco dela, mas ela foi tão extensa e significativa que eu não podia esquece-la. Meu radioterapeuta disse que eu precisaria fazer 28 sessões de radio seguidas, todos os dias de segunda a sexta-feira.
 O que eu percebi da radioterapia é que é tranquilo, você vai lá, deita na máquina, os técnicos mexem pra lá e  pra cá, faz um barulhinho e pronto acabou. O difícil é a espera...Lá no ICC são 4 aparelhos para tender SUS e convênio, ao todo atendem em média 400 pessoas por dia, mas ainda tem gente na lista de espera sempre. Com isso, fica super lotado pra todo mundo, por mais organizado que seja, não dá pra atender todo mundo no horário marcado. Ai a gente fica lá e espera, espera, espera, até cansar... Os mais estressadinhos reclamam, mas eu acredito que não adianta reclamar com a equipe, todos os funcionários de lá são ótimos e estão trabalhando no limite deles também. Tá certo que precisa reclamar, pra ter mais aparelhos, mas ficar lá na sala de espera reclamando é de lascar, incomoda todo mundo. E eu nem preciso dizer que tem sempre um reclamão...
A minha pele reagiu bem, foi ficando vermelhinha aos poucos e praticamente não ardei. Na verdade, ela começou a incomodar depois que terminou, que ela deu uma escurecida e está bem sensível. Hoje fazem uma semana que eu terminei a rádio e agora não consigo usar sutian de jeito nenhum que arde, fica incomodando o tempo todo!!!! E olha que eu passo o hidratante que o médico mandou várias vezes ao dia, na hora ele refresca e alivia, depois volta tudo de novo.
Mas enfim, mais uma etapa vencida!!!!!


De volta ao Herceptin

Bem, finalmente depois de muita angustia meu onco me ligou dando o resultado da bendita mesa redonda!!!! Aff, eu já não aguentava mais, acho que esses médicos pensam que a gente toma maracujina como água pra aguentar tanto suspense...Enfim, eles decidiram por eu continuar com a Herceptin e monitorar o coração. Sai da consulta direto pra sala de quimioterapia pra tomar o Herceptin.

Os médicos avaliaram que o risco de eu interromper a medicação e apresentar recidiva do câncer de mama era grande, então seria melhor forçar um pouco mais o coração e diminuir esse risco.

Eu confesso que fiquei  mais tranquila. Sabe por mais que a gente seja forte, tenha pensamento positivo, dá um frio na barriga só de pensar que esse trem pode voltar!!!!! Agora que o tratamento já tá mais nos finalmente, que já passou a pior parte, dá um receio de voltar a doença e você ter que começar tudo de novo... Eu tenho tentado me afastar desse sentimento, porque o medo paralisa as pessoas e tudo que eu não preciso agora é ficar paralisada, eu tenho muita coisa pra fazer, muita vida pra viver!!!!

Bem, mamãe estava comigo como sempre e lá fomos nós pra mais uma aplicação...Como eu reclamei das reações que eu senti nas últimas vezes, meu onco modificou o esquema de aplicação e aumentou mais uma vez o cortisona!!!

Não fala sério, eu vou explodir de tão gorda até terminar esse tratamento!!!!!! O pior é que não tem solução, porque eu passo mal durante a aplicação e não posso ficar sentindo isso...Aí vem o médico e diz: faz dieta!!!! Ah tá, falar é fácil, difícil é você ter um monte de restrição na sua vida e ainda ter que fazer dieta!!!!
Mas, vou tentar mais uma vez e começar a dieta e os exercícios físicos!!!!

Também fiquei mais tranquila, por ter uma previsão de quando vou acabar o tratamento. Como eu me mudei com a família toda pra Fortaleza, encerrar o tratamento significa retornar com todo mundo pra Brasília, ver escolas pras crianças, arrumar a casa pra receber a gente de novo, um monte de coisas...Pelo menos agora já sei que eu tenho que me organizar pra fim do ano fazer isso. Segundo meu onco, devo tomar o herceptin até novembro, depois fazer alguns exames e vida normal!!!!!

O bom é saber que aos poucos estou vencendo todas as etapas e já começo a ver uma luz no fim do túnel e a me imaginar vivendo normalmente novamente!!!!


quarta-feira, 9 de maio de 2012

E o desanimo continua....

Bem eu continuo desanimada. Esses dias eu pensei várias vezes em escrever no blog, mas eu desistia. Cheguei a apagar alguns pedaços que eu já tinha escrito e não publicava nada. Eu odeio ficar desanimada, mas tem horas que não dá...não tem jeito de eu ficar animada. Eu sou aquela pessoa que quando tem um problema se afasta de todo mundo. Eu acho muito chato você encontrar uma pessoa e ficar só falando de problemas, só reclamando da vida...Por isso, quando eu tenho algum problema eu procurei enxergar o lado positivo, brincar com a situação para ficar mais leve, essas coisas... e geralmente resolve, o problema vai passando e eu continuo com coisas boas pra contar...Eu sei que posso estar errada, que amigos são pra todas as horas e tal, mas eu detesto ser uma má companhia e ficar só reclamando. Só que ultimamente tá difícil encontrar coisas boas pra contar de novo, tá, como diz o ditado: tirar leite de pedra!!!! É lógico que eu to viva, com a minha família, tenho minhas necessidades básicas atendidas e que tem pessoas em situação muito pior que a minha, mas...e sempre o "mas" na vida da gente, eu também to enfrentando um momento difícil!!!! 
Na minha vida pessoal sem câncer tá acontecendo um monte de coisas no dia a dia, principalmente de doença, que preocupa, chateia a gente e tudo mais. Aqui em casa até o cachorro ficou doente, fora os peixinhos que morreram todos. Agora no meu quarto tem um aquário imenso sem peixe nenhum....
O meu tratamento estava indo, já fiz 18 sessões de radioterapia e minha pele tem reagido muito bem, não arde, não fica quente, nem tá queimada, tá parecendo que eu tomei Sol num dia de praia (pelo menos alguma parte do meu corpo, já que o resto tá amarelo). Hoje eu tinha aplicação do Herceptin, isso mesmo eu tinha, acabei não tendo.
O Herceptin é uma medicação adjuvante (quer dizer, que auxilia) no tratamento de câncer de mama classificado com HER2 positivo ( isso é uma especificação do tipo de câncer de mama) que é o que eu tenho. Essa medicação é aplicada durante 1 ano a cada 21 dias e começou, no meu caso, junto com a quimioterapia, ai a quimio acabou e ela continuou. No post passado eu tinha reclamado que eu estava tendo reação da medicação. Pois é, esse bendito em 2% dos pacientes tem como efeito colateral cardiotoxidade, trocando em miúdos: afeta o coração. Isso aconteceu comigo!!! 
Fiz exame de ecocardiograma para controle e o fluxo de ejeção do ventrículo esquerdo diminuiu além do recomendado. Meu onco quando viu fez uma cara que nem disfarçou, ele ficou preocupado!!! Enfim, ele suspendeu a medicação e vai levar o caso para análise numa mesa redonda na segunda-feira. Enquanto isso, só esperar. 
A dúvida, segundo meu oncologista, é eu continuar o Herceptin e causar uma cardiopatia irreversivel, isso seria ruim pra mim por eu ser nova e poder me prejudicar no futuro, ou parar o Herceptin e ter alguma célula cancerígena passeando pelo meu corpo e se instalar em algum lugar e começar outro câncer. Isso pode acontecer? Pode. Não tem como ter certeza, isso só Deus pode saber, mas o risco aumentaria por eu não ter tomado a medicação na dose total. É aquele caso, se correr o bicho pega se ficar o bicho come.
Assim, sinceramente não dá pra ficar animada!!!! Infelizmente vocês vão ter que me aguentar desanimada, reclamando da vida, preocupada com o presente e com o futuro, com a indefinição do meu tratamento.
Ah, e no meio de tudo isso eu continuo engordando e com dores no corpo, situação que me limita a fazer uma das poucas coisas boas que eu ainda posso fazer que é brincar com os meus filhos....desanimo só aumentando!!!!!!


sábado, 28 de abril de 2012

Desanimada

Sabe esses dias eu desanimei....desanimei mesmo, fiquei sem vontade de fazer nada, sem vontade de ver ninguém nem falar com ninguém, bem diferente do que eu costumo ser...
Fiquei me remoendo até descobrir porque estava assim...as hipóteses são muitas, afinal ainda estou em tratamento, meu pai tá doente, to sem dinheiro, comecei a fazer a radio, comecei a tomar o tamoxifeno (hormonioterpaia), to com saudades do meu trabalho, enfim mil coisas.
Fiquei imaginado se estava desanimada por uma coisa ou por todas ou por nada!!!!!
Depois percebi que uma parte do meu desanimo era por eu estar frustada!!! Com o fim da quimio eu achava que iria me sentir mais disposta, mais ativa, mas não foi assim...A quimio terminou mas eu continuei me sentindo cansada, indisposta, principalmente depois que minhas dores nas juntas começaram... As dores que eu tenho sentido só tem aumentado de intensidade, cada dia estão pior, agora já começaram a me prejudicar...
Eu to andando toda dura, quando me levanto é pior, doí tudo...Tenho deixado de sair de casa e de brincar com meus filhos por conta dessas dores, principalmente nos pés, joelhos e dedos das mãos.
Meu onco (super delicado pra não dizer ao contrário) disse que essas dores são por eu estar gorda!!! Olha vou dizer uma coisa: se toda pessoa gorda sentisse essas dores como eu, não tinha nenhum gordo andando na rua!!!!
Nada pessoal contra as pessoas obesas, afinal hoje eu estou obesa e venho de uma família de obesos, mas as dores são muito fortes...
Acho que foi isso, eu achei que iria me sentir super bem, mas não foi assim...Fora que nas duas aplicações que fiz do Herceptin depois da quimio eu tive reação, comecei a sentir falta de ar e aperto no coração. Isso não era esperado, mas aconteceu!!! Na verdade, estou super alérgica esses dias, até minha maquiagem que eu sempre usei me deu alergia, passei um blush que eu sempre usei e fiquei parecendo uma boneca com as bochechas super vermelhas, como se eu tivesse exagerado!!!! Maior mico!!!!
Bem, preciso me animar e resolver essas dores que estão me atrapalhando!!!!
Eu não posso ficar entrevada cheia de dor que dai eu não faço nada, como vou ficar independente e voltar ao normal?
Foto do passeio com minha amiga Priscila e minha princesinha linda

Foto by Priscila Almeida

quinta-feira, 19 de abril de 2012

Minha experiência no SUS

Bem, eu faço parte da parcela privilegiada da população brasileira que tem um plano de saúde. Na verdade, eu me considero super privilegiada porque eu sempre tive plano de saúde, primeiro como dependente do meu pai e depois eu mesma pagando. Não eu não sou rica, não planejem um sequestro contra mim que vocês vão se arrepender, eu não tenho dinheiro e ainda por cima sou chata!!!! Por outro lado eu sempre convivi de perto com o SUS, desde a faculdade sempre me interessei pela área hospitalar, fazendo cursos, estágios e participando de congressos da área. Enfim, quando eu me formei meu sonho era ser psicóloga hospitalar, trabalhar num grande hospital público... a vida me levou por muitos caminhos, até que finalmente depois de elinhas tortuosas eu me tornei psicóloga do ambulatório do Hospital Regional da Ceilândia - DF, tudo que eu queria, mas....Sempre esse mas nas nossas vidas...Depois de 30 e poucos dias de trabalho eu entrei de licença para o tratamento do Cancer de Mama e estou até hoje sem trabalhar.

Nesse período meu de doença eu tenho pensado muito sobre a minha profissão. Antes de ficar doente eu era uma profissional capacitada, sem falsa modestia (que isso não faz parte de mim) eu fiz vários cursos, me mantive bem informada, uma profissional antenada no assunto com conhecimento aliado a prática profissional. Tá isso por si só bastaria para eu ser uma boa profissional, mas agora eu andei percebendo que eu vou ter um "plus" a mais: estive do outro lado da mesa como paciente.  No ICC onde faço meu tratamento atende tanto convenio como pelo SUS, os profissionais que atendem são os mesmos, os aparelhos utilizados são os mesmos, boa parte da medicação é a mesma... A grande diferença fica por conta das acomodações, o lado do convenio todo com ar condicionado (essencial aqui em Fortaleza), máquina de café, cadeiras confortáveis e tal e tal. Já no SUS, sem ar condicionado nem ventilador, cadeiras desconfortáveis e um bebedor de água pra contar história. 

Meu onco me encaminhou para o lado do SUS para eu iniciar a hormonioterapia e pegar o Tamoxifeno pelo SUS, já que o convenio não cobre. Para isso eu precisei passar pela Triagem, setor que seleciona os pacientes que serão atendidos no hospital, depois pela marcação de consulta, depois pela consulta e finalmente pela farmácia. Apesar de parecer uma peregrinação consegui fazer tudo isso em 2 manhãs. O que eu pude perceber nesse período é que enquanto na parte do convenio o atendimento é tranquilo, no SUS apesar de terem muitos profissionais, é muito lotado....tem muitas pessoas necessitando de atendimento, muitos idosos, casos graves, bem mais graves que o meu....Eu percebi que os profissionais ficavam tentando atender o maior número de pessoas com a maior qualidade possivel e eu me identifiquei com eles. Realmente a qualidade do atendimento foi muito boa, de todas as partes, desde o porteiro até o médico. 

O setor de quimioterapia do SUS parecia uma imagem de hospital de guerra que a gente vê em filme!!! Muitas pessoas, muitas mesmo, com os mais variados tipos de cancer, nos mais variados estágios, tudo muito organizado e eficiente, mas muito lotado. Eu me impressionei tanto que quando vi já tava na fila dando informação pra pessoal. Meu lado paciente conseguia compreender o que aquelas pessoas estavam sentindo, necessitando de atenção, se sentindo doentes, com calor, cansadas...e meu lado profissional conseguia compreender a situação daqueles profissionais que apesar da lotação, do calor, tentavam ser atenciosos e interessados nos pacientes. Foi uma sensação muito estranha. No final quem saiu de lá meio tonta foi eu. Percebi que depois de todas as experiências que eu estou passado vou ser uma profissional diferente, acredito que para melhor...

sábado, 14 de abril de 2012

O outro lado da moeda...

Lá estava eu toda feliz com as visitas das amigas e dos parentes...Ainda faltava eu encontrar com 2 amigas do meu trabalho de Brasília que estavam de férias em Fortaleza, a Cléo e a Bárbara, duas lindas do coração...Ai tudo combinado para encontra-las num dia, mas não deu certo, Marco Aurelio estava com febre, não podia ir pra escola, e eu adiei a saída pra dia seguinte... No dia seguinte, Marco Aurelio amanhece com febre, ligo pro pediatra dele, que me manda pra emergência com ele. Nisso já era plena quinta-feira, véspera de feriado, e eu mais uma vez na emergência de um hospital. Mas dessa vez pra minha surpresa, com os resultados dos exames e médico internou o Marco Aurelio com pneumonia!!!! Eu fiquei doida, cancelei a saída com as amigas e queria ficar com ele no hospital. Não deixaram!!!! Porque eu ainda to em tratamento, achararam melhor eu ficar longe do hospital (e eles estavam certos). Meu galego mais lindo do mundo ficou com o papai até a terça-feira da outra semana internado, passou a Páscoa no Hospital. Eu fiquei de longe, falava com ele pelo telefone e ele me perguntava: mamãe você não vem não? Isso pra mim é o fim....Até que no domingo fui passar a tarde com ele no hospital. Marco Aurelio estava dormindo, quando ele acordou e me viu, perguntou: mamãe você tá aqui? Eu to sim amor!!! E ele fez a maior cara de bravo, fez bico e ficou uns 2 minutos assim, até que veio me abraçar, beijar e brincar. Esse foi o jeito dele me dizer que sentiu a minha falta e que eu deveria estar com ele. Afinal, ele é muito pequeno pra entender tudo que tá acontecendo.

Depois dessa tarde com o Marco Aurelio eu fiquei gripada, com muita tosse e sem voz. É realmente, pensando na minha saúde, não deveria ter ido pro hospital!!! Mas pensando no meu filho, eu deveria ter ficado direto lá...

Nessa confusão toda, com os dias passando e tudo mais, minha autorização pra começar a radioterapia não ficava pronta. A Amil demorou 10 dias pra autorizar o inicio da radio, depois, é claro, de eu entregar pela milésima vez todos os exames de novo. Meu onco já tava reclamando por estar demorando demais pra começar. De acordo com os médicos, eu tinha que começar a radio em no máximo 40 dias depois da última quimio e a já estávamos quase na data limite, quando finalmente foi liberada a autorização.

Agora já estou fazendo a radio, já fiz 3 sessões, por enquanto tudo tranquilo...estou fazendo a noite, no horário que tinha, porque lá é muito lotado, tem sido rapidinho, entro na máquina, fico lá um pouquinho e saiu. Estou passando muito hidratante pra proteger a pele e colocando compressa de chá de camomila pra ajudar a cicatrização. 

Bem de qualquer forma, apesar dos perrengues de ser mãe e não ter saúde pra cuidar dos filhos, estou seguindo meu tratamento e um dia tudo isso vai passar. Um dia eu vou voltar a ter a minha disposição de volta, a disposição física mesmo, pra poder fazer um monte de coisa. 

Ah, quanto as dores que eu venho sentindo nas juntas, principalmente joelhos e pés, segundo meu oncologista é porque eu engordei demais e o corpo tá reclamando!!!! Não faltava mais nada mesmo....

sábado, 7 de abril de 2012

Boas Noticias!!!

Enfim boas noticias (tá que foi só um pouquinho, logo depois chegou uma tsuname de problemas, mas isso é assunto pra outro post). Esses dias recebi varias visitas que me deixaram mais animada e confortaram meu coração.

A primeira visita foi da Adriana, ela é minha amiga que tem o coração maior que a barriga, como eu sempre falo para ela. A Adriana é uma pessoa divertida, que dá vontade da gente passar os dias com ela. Ela veio passar uns dias na casa do irmão dela e aproveitou para me visitar, passamos uma tarde juntas. Foi corrido, mas deu pra matar um pouquinho da saudades e dar boas risadas. A Dri ainda trouxe um presente lindo que a Samella e a Geralda me mandaram. Sabe essas pessoas são amigas pra uma vida toda, pessoas que eu convivi durante um período da minha vida e que passaram a fazer parte dela.
Meus presentes que eu amei de paixão!!!

Depois disso vieram meus tios, meu tio Zé Carlos e minha tia Neide. Meu tio Zé Carlos é irmão do meu pai, como meu pai está doente, fez um cateterismo e vai fazer uma pequena cirurgia no coração todo mundo ficou preocupado e meus vieram visitar a gente, eles moram em Jacarei - SP. Eu arranquei forças de não sei de onde e fui passear com minha tia, foi ótimo eu adorei, fazia uns 10 anos que a gente não se via com tempo. Fomos fazer compras, tomar sorvete, foi importante pra mim. Eu sou muito ligada na família e essa visita me fez bem, me fez sentir querida e mais disposta.

No dia que meus tios foram embora chegou aqui em casa minha amiga Priscila, a gente já tinha combinado dela vir pra cá e essa visita foi muito esperada. A Pri trouxe o presente mais lindo que eu já ganhei na vida. Ela e a Patricia fizeram um livro de lembranças da nossa amizade, colaram várias fotos, adesivos, escreveram um pouco da nossa história e desejaram uma boa recuperação pra mim. eu me senti muito amada, feliz, mais forte e, principalmente, VIVA!!!!!

Esses encontros todos me fizeram refletir sobre a minha vida, sobre a minha origem e minhas escolhas. Sobre o que é realmente importante na minha vida, sobre o que eu espero do meu futuro e sobre o que eu preciso fazer para ter um futuro...

Enfim, depois de um período difícil, enfim vieram boas noticias, ou melhor, boas visitas!!! Pena que elas não vieram sozinhas, mas isso são cenas dos próximos capítulos....

Bem como minha vida é rodeada de crianças, ai vai uma musiquinha infantil que reflete bem meu desejo!!!


segunda-feira, 26 de março de 2012

Em busca da saúde...

Olá tudo bem com vocês?

Eu estou melhor, ainda com dor no corpo, principalmente nos joelhos andando como uma velhinha, quase não conseguindo levantar do chão, mas melhor. Na verdade, eu senti incomodar mais no fim de semana quando eu fui brincar com os meninos e não consegui direito. O Marco Aurelio queria que eu ficasse brincando com ele de Power Ranger (lutinha e sair correndo atrás dele), quem disse que eu conseguia, toda entrevada...Tive que improvisar um Power Ranger manco!!! A Ana Luiza queria ficar sentada no meu colo brincando, ela me puxa pra sentar no chão, ai ela vem e senta no meu colo e fica brincando, só que meu joelho não consegue ficar dobrado por muito tempo que dói e para levantar então, tem que chamar alguém pra me ajudar!!!!

Meu amor, me pediu desculpas, mas continua não acreditando muito nas minhas dores. Na verdade, a minha família inteira acha que se eu reclamo de dor ou cansaço ou quero ficar deitada descansando, fica todo mundo louco. Eles ficam achando que eu estou deprimida e na verdade não é nada disso... Eles querem que eu fique igual guia de excursão de turismo, que as levantas as 6 horas da manhã e sai falando: BOM DIA, QUE LINDO DIA!!!! Definitivamente não é a minha cara. Realmente eu me sinto cansada, com dor no corpo, sem vontade de fazer nada, e eu sofro por isso, porque na minha cabeça eu estou doida pra fazer um monte de coisa, mas não dá.

Essa semana deve começar a radio, vai ser uma correria, porque é todo dia e depois ainda tem que fazer fisioterapia. A radioterapia endurece a pele e os músculos, como eu já tenho uma limitação nos movimentos do braço, tenho que fazer fisioterapia para não comprometer ainda mais os movimentos. Só que meus horários são corridos, porque de manhã eu levo os meninos pra creche as 07:30 hrs e depois tem que buscar a Ana Luiza na estimulação precoce as 11:20 hrs, ai vai pra casa, dá almoço, banho e arruma ela pra ir para a escola, ela entra as 13:20 hrs. E depois tem que pegar os dois as 17:30 hrs. Enfim, nos intervalos eu faço as minhas coisas, to preocupada porque o horário da radio é escolhido pela clinica de acordo com a disponibilidade da máquina, que é muito lotada.

Fora isso, essa semana retornar a dieta com tudo e as caminhadas também, urgente!!!! Preciso parar de engordar, na verdade eu quero emagrecer, mas como tá muito difícil, eu preciso pelo menos parar de engordar... Meu onco acredita que depois de 40 dias da última quimio eu devo começar a desinchar, mas mesmo assim é um processo lento. Sei que além de todas as guerras que eu estou enfrentando, emagrecer é mais uma, por vários motivos, pela estética, é claro, mas também pela saúde, pela minha coluna, por tudo.

Agora minha grande motivação ultimamente tem sido a Formatura da minha prima Lara, que vai ser em julho lá em Uberaba, eu vou e quero ir bem. Esse bem, inclui que para meu onco deixar eu ir, eu não posso estar doente de jeito nenhum, nenhuma gripezinha, tenho que estar com a imunidade boa, porque é uma viagem longa, onde eu vou ter contato com várias pessoas e não posso pegar nenhuma doença lá para não comprometer o tratamento. Efim, tenho que me alimentar muito bem. Geralmente quando a gente se alimenta bem, como certinho, com muitas frutas, verduras e bibras, a gente também emagrece, esse seria um efeito colateral bastante positivo nesse momento.

Tá vendo como eu tenho que fazer um monte de coisas tudo ao mesmo tempo, e preciso do meu corpo com vitalidade? Mas não ta assim, eu tenho necessidade de descansar. Isso porque eu só falei uma parte das coisas que eu preciso fazer, fora pagar conta, fazer compras, cuidar das coisas dos meninos e por ai vai...

O lado bom é que mesmo cansada eu to conseguindo fazer algumas coisas...Mesmo que aos trancos e barrancos...

terça-feira, 20 de março de 2012

Com dor

E quando eu pensei que estava tudo bem, que os defeitos colaterais das quimios tinham acabado e que começaria uma nova fase, eis que a vida me mostra que eu estava errada...Ontem aqui em Fortaleza foi feriado, Dia de São José, passamos o dia no clube com os meninos. Eu debaixo da sombra, olhando eles na piscina enquanto lia um livro, tá certo que eu queria estar lá com eles na piscina brincando, mas não dava né? até ai tudo em, estava lendo um livro super interessante chamado: Fortes na Tribulação, é de um padre, mas com um texto bem moderno e com reflexões interessantes. Enfim, o dia foi muito bom.

Porém durante a madrugada comecei a sentir dor nas pernas, não tinha posição para dormir, fiquei virando na cama pra um lado e pra outro, cochilando sem conseguir pegar no soo. De manhã foi difícil pra levantar, eu tinha que arrumar os meninos pra irem pra creche e a Ana Luiza ainda ia ter que tirar sangue. Meu amor não entendeu, reclamou porque eu não levantei rápido, disse que eu tava enrolando. Levantei e fui pro laboratório com a Ana Luiza, chegando lá demorou muito pra atenderem, um dos exames tinha que autorizar, e o laboratório não conseguia e demorou muito o atendimento. É lógico que minha princesinha ficou irritada, ela tava sem comer e sem tomar o remédio dela. Quando finalmente cheguei em casa, eu deitei e não levantei mais.

Minhas pernas estavam doendo muito, principalmente os joelhos, não dava pra dobrar, estava com uma sensação de peso muito grande. O João ficou o tempo todo me cobrando pra eu levantar e fazer um monte de coisa, e eu explicando que não dava, que tava doendo. Na hora do almoço liguei pro meu onco e pedi uma opinião sobre o que tomar pra passar a dor, ele pediu pra eu tomar dorflex de 6 em 6 horas por 2 dias e se não melhorasse ligasse pra ele de novo. Continuei o resto do dia na cama, mexendo no computador porque eu não tinha sono, estava com a minha cabeça a mil, mas meu corpo doía e não conseguia acompanhar meus pensamentos.

Agora a noite os meninos chegaram da creche, a Ana Luiza passou o dia enjoadinha, as professoras dela comentaram que ela não estava bem. Faz parte do quadro da Ana Luiza essas situações, ela detesta que mude a rotina dela, qualquer alteração deixa ela estressada e demora um tempo pra ela voltar ao normal. Com a confusão de tirar sangue, atrapalhou o dia dela. 

Meu amor continuou achando que eu estava deitada a toa, que eu estava com preguiça de fazer as coisas e só queria ficar no computador. Fiquei chateada, é muito ruim você sentir dor, querer fazer as coisas e não conseguir, escutar um filho chorando e não poder atende-lo na hora e ainda acharem que você tá fazendo corpo mole. Eu sei que a situação do João tá difícil, que ele tá sobrecarregado, mas hoje ele me magoou muito. Agora não sei o que doí mais, se é as minhas pernas ou o coração.


sábado, 17 de março de 2012

E a vida continua...

Bem depois do fim das quimios fiquei me sentindo meio perdida. A última consulta com meu oncologista ele pouco me explicou o que seria de mim daqui pra frente, falou que eu iria iniciar o tamoxifeno, mas não disse quando, me encaminhou pra radioterapeuta e disse que eu iria continuar a tomar só o herceptin...mas não disse se eu continuaria tomando a dexametasona, ou qualquer outro remédio e tal...Enfim, me senti perdida e desamparada. 

Aproveitei o período pra ir na ginecologista, que me explicou sobre a minha menopausa precoce, isso mesmo, menopausa. Agora eu comecei a entender o calor insuportavél que eu tenho sentido e ninguém sente, só eu. Segundo ela, como meu câncer é alimentado por hormônio, eu preciso ficar um tempo sem menstruar, ela pediu um monte de exames de hormônios e ultrasson transvaginal. Ah, ainda segundo a ginecologista eu posso ficar em menopausa eternamente, vai depender do meu organismo!!!! Tá era tudo que eu precisava, menopausa aos 34 anos!!!!! Tudo bem, tudo pela vida, né?

Fui ao radioterapeuta, que foi super atencioso, mas falou da minha reconstrução. Como eu sou uma paciente em transito acaba havendo divergências de correntes dentro da medicina entre os médicos que cuidam de mim. Em Brasília os médicos são favoráveis a reconstrução imediata da mama com expansor, mesmo que a paciente tenha que fazer radioterapia depois. Em Fortaleza, os médicos são favoráveis a realizar a reconstrução tardia da mama em casos que existe a minima possibilidade de ter que fazer radioterapia. Ai, eu coloquei expansor em Brasília e vim fazer a radioterapia em Fortaleza. Resultado: todos os médicos ficam reclamando na minha cabeça como se eu tivesse alguma coisa a ver com essa discordancia. Lá em Brasília me falaram que dava pra fazer a reconstrução imediata e eu fiz, achei ótimo, só vim descobrir aqui que alguns médicos não gostavam. Enfim, já to de saco cheio disso.

Ontem fiz a tomografia para marcação da radioterapia e devo fazer a simulação no dia 28 de março. Ai vem a confusão. Fiz a tomografia numa posição chatésima, depois de ter esperado praticamente a tarde toda na sala de espera, e fui encaminhada pelo pessoal do setor de radioterapia para fazer a marcação depois do fim da tomografia. O funcionário simplesmente me disse assim: me acompanhe até o setor de radioterapia pra fazer a tatto de marcação. Me colocaram numa salinha e uma enfermeira veio com uma agulha descartável e furou em cima dos lugares que estavam assinalados. Eu com medo de agulha fechei os olhos e nem vi nada. Acabou e fui pra casa. Quando eu cheguei em casa vi minha blusa molhada como quando a gente amamenta e vaza leite na roupa. Fiquei desesperada!!! Tirei a roupa e fui olhar meu seio reconstruído e ....tava vazando pelo furo da marcação. Furei meu expansor!!!!

Entrei em panico, comecei a chorar, entrei no bate papo da grupo das amigas do peito perguntando se tinha acontecido isso com alguém, até que tive a ideia de ligar pro meu médico de Brasília. No final das contas, o expansor furou com a agulha, estava vazando o soro de dentro do expansor, ele deve ficar vazando até esvaziar, mesmo que a pele cicatrize, o expansor vai continuar vazando aos pouquinhos dentro da pele, vai ficar murcho e eu vou ter que trocar meu expansor por uma prótese. 

Não era isso que eu queria, fiquei super chateada, acho que essa história de ter corrente diferente de médico acabou dando nisso, fiquei com a impressão que em Fortaleza não estão acostumados com a reconstrução imediata, fiquei me sentindo um ET e muito pouco acolhida e compreendida. Ontem eu fui dormir cedo e chorando, mas hoje já tive que acordar no pique total pra ficar com os meninos, já fui no laboratório tirar sangue e a vida continua.

sábado, 10 de março de 2012

Enfim ACABOU!!!!!!!!!!!!!!!

Nem acredito mas acabou!!!! Graças a Deus fiz minha última quimio, venci mais essa etapa!!! Confesso que teve dias que eu achava que não ia dar conta, os efeitos são complicados, principalmente a indisposição e dor no corpo, que me impediram de fazer muitas coisas e dificultaram um bocado meu dia a dia.

Pra variar, como tudo na vida, o dia da minha última quimio não foi como eu imaginei...Ah, mas isso sempre acontece e é por isso que a vida tem mais emoção. Eu tinha me programado para ir para o ICC fazer a aplicação, minha mãe comigo como sempre, de tarde pedi um lanchinho pra comemorar com o pessoal do setor de Quimioterapia, que são super dez com a gente, cheios de paciência e pronto.

Ai na hora que eu vou entrar na consulta com meu onco, o telefone da minha mãe toca, era da escola dos meninos avisando que o Marco Aurelio tava com febre bem alta, para alguém da família ir buscar. Nessa altura do dia só estava em casa o meu pai, ai não teve jeito, minha mãe precisou ir pra casa ficar com o Marco Aurelio e eu fiquei na quimio sozinha. Ser mãe é isso, ele tava precisando mais do que eu. 

Eu tinha esquecido meu celular em casa, mas como estava com o computador fiquei tranquila, iria dar para me comunicar com todo mundo. Fora que eu tinha combinado com a Deise e a Jaque do Grupo Amigas do Peito de ajuda-las a fazer um video em homenagem ao dia da mulher com fotos das participantes do grupo, então eu teria com o que me distrair enquanto fazia a quimio. Só que nada deu certo, a internet do ICC estava em manutenção, não tina sinal, eu não tinha telefone, fiquei sem noticia do meu bebe, sem ter nada pra fazer, acabei dormindo quase o tempo todo da aplicação. 

Já no final da tarde meu irmão apareceu pra me buscar e contou que a febre do Marco Aurelio estava alta ainda e não baixava. Eu já imaginava que seria assim, toda vez que ele tem febre é sempre alta e não baixa nem com remédio. Quando cheguei em casa, minha mãe tava preocupada, ele estava com 39,5º C de febre e fazia menos de 3 horas que ele tinha tomado remédio pra febre, já tinha baixado e já tinha subido de novo.
Fomos para a emergência com ele, era tudo que eu não precisava, depois de um dia inteiro de quimio ir parar num hospital lotado, quando a gente chegou tinham mais de 80 crianças na nossa frente. Como ele tava com muita febre, fomos atendidos logo, mas mesmo assim, eu estava super cansada. 

Felizmente, após o susto a médica explicou que era uma infecção que estava muito alta, passou 5 injeções para ele tomar e depois fazer novamente exame de sangue. Eu sei que nessa história, eu passei a semana toda cuidando do Marco Aurelio que não estava bem, levando ele pra tomar injeção, fazendo exame e sentindo os efeitos da quimioterapia. Confesso que foi cruel, é nessa hora que eu mais lamento de estar doente: na hora de cuidar dos meus filhos. Ainda bem, que eu tenho uma super família que me ajuda em tudo. Meu irmão foi comigo todos os dias levar o Marco Aurelio pra tomar as injeções, ele que ficava segurando meu galego, porque as injeções eram super doloridas. 

Eu acredito que ser mãe é muito complexo, eu fiquei pensando em mim, que assim que soube que estava doente corri pro colo da minha mãe, na verdade da família toda, e o Marco Aurelio quando ficou doente também só queria ficar comigo, e eu lá me sentindo péssima me esforçando o máximo pra ficar com ele.

Na verdade essa minha última quimio não foi do jeito que eu imaginava, ainda nem deu pra comemorar com eu queria, mas nos próximos dias eu vou dar um jeitinho e comemorar, afinal aos pouquinhos tudo vai voltando pro lugar, as reações vão passando, o Marco Aurelio vai ficando melhor e eu vou poder comemorar bem muitão por ter vencido mais essa etapa do tratamento. 

Eu quero agradecer muito a todo mundo que acompanhou essa fase da minha vida e mandou mensagens positivas, rezou por mim e de toda forma me ajudou a vencer essa etapa. 

E que venha a Radioterapia e a Hormonioterapia!!!!

domingo, 4 de março de 2012

Última QUIMIO!!!!!!!

Gente não estou me contendo de tanta ansiedade e agonia porque amanhã é a última quimioterapia!!!! To quase surtada, é mas emoção do que quando eu passei no vestibular, é mais emoção do que quando casei, é mais emoção do que quando fui chamada no meu primeiro concurso... Só não é mais emoção do que quando eu peguei no colo meus dois filhos pela primeira vez, acho que isso nada supera!!!!

Essa semana estive em Brasília para passar na perícia da Secretaria de Saúde, já vou logo avisando pros amigos  de Brasília que eu não avisei ninguém por recomendações médicas. Meu onco me liberou para viajar, mas pediu para eu só sair pra ir na consulta e não receber visitas. Mas fiquem calmos, vou de novo pra Brasília dia 30 de maio, novamente pra perícia, e como já terei acabado as quimios, poderia receber visitas e badalar um pouco, porque ninguém é de ferro!!!!!

A perícia deu tudo certo, apesar deles ficarem me cobrando eu ter reconhecido firma da assinatura do médico, eu acho uma porcaria essa  perícia, porque eu já apresentei todos os exames e relatórios possíveis, qualquer pessoa leiga sabe que o tratamento de câncer é demorado e tem várias etapas, mas eles querem me ver a cada 90 dias, fala sério viu?

Nesses dias em Brasília as únicas visitas que eu recebi foram das minhas amigas Priscila e Patricia e dos meus compadres Iramon e Norma. Foram todos me visitar no mesmo dia, foi uma bagunça, comemos pizza, tomamos refri e conversamos. Foi bem rápido, mas já deu pra matar um pouco a saudades. Diga-se que passagem, adorei rever minha casa, minhas coisas, minha cama, meus cachorros, ...minha cunhada Elaine tá cuidando super bem de tudo, os cachorros tão até mais gordinhos. Confesso que senti saudades dos meninos, a casa sem eles é muito estranha.

Ah, já ia esquecendo!!!! Quando estive em Brasília consultei também com meu plástico, ele falou que tá tudo ótimo e que assim que terminar as radios já podemos continuar com a reconstrução da mama, só que para isso eu preciso emagrecer!!!!! Não aguento mais ouvir essa palavra: EMAGRECER!!!! Tudo bem que agora eu fiquei mais estimulada pra emagrecer, afinal só vou ter meus peitões depois disso, então vou recomeçar a dieta assim que passar os efeitos da última quimio (durante os efeitos é impossível fazer dieta). Segundo o médico, vai dar pra aumentar meus seios, dar uma turbinada, to até pensando em me animar e operar o nariz também, já que vou estar anestesiada mesmo, faço uma promoção: fico com peitões e com nariz de barbie!!!!

Bem, vou ficando por aqui, tentando conter minha ansiedade por estar conseguindo vencer mais essa etapa do tratamento, já passei pela mastectomia, e estou terminando a quimio, ai vai ficar faltando a radio, o herceptin e a hormonioterapia. Mas com disposição, fé, apoio de todo mundo e bom humor vou vencer todas!!!!!

Patricia, Eu e Priscila fazendo pose com lenços!!!!

Presente da minha amiga secreta Iara do grupo Amigas do Peito

sábado, 25 de fevereiro de 2012

Resseca do Carnaval!!!

Finalmente como eu falei no último post o Carnaval acabou!!! Isso me soou esquisito porque eu sempre adorei Carnaval, mas nas circunstâncias atuais eu tava rezando pra acabar!!!!

Graças a Deus sobrevivi, com o braço um pouco inchado, e muita cansada. Todo mundo voltou de viagem, cheios de novidades para contar e animar o nosso dia a dia.

Minha super mãe antecipou sua volta, porque a vida não satisfeita com todas as confusões, ainda mandou meu pai na quarta-feira de cinzas pro Hospital ruim do coração. Ele tá muito fraquinho, com problema cardíaco desde agosto do ano passado, só piorando ao invés de melhorar, segundo os médicos o caso dele é complicado. Ai, com meu pai ruim e eu com os meninos, minha mãe antecipou a volta e apareceu de surpresa em casa pra felicidade de todo mundo!!!!!

Mas dando uma pausa nos problemas, porque se não a gente enlouquece, envelhece e não resolve nada, resolvi curtir festinhas nessa sábado de ressaca de Carnaval. Hoje é aniversário da minha cunhada Jana, teve churrasco com feijoada, com vários amigos dele e a família toda reunida. E eu é claro, que não perdi, fui também, mesmo chovendo e tendo várias pessoas que podiam estar com alguma gripe ou coisa parecida. Às vezes na vida é preciso ousar, então deixei as preocupações de lado e fui me divertir.

Depois chegando em casa, resolvi fazer as pazes com o Carnaval e fui pular carnaval virtualmente no Bloco das Vitoriosas!!!! O Bloco das Vitoriosas é um bloco real que está desfilando hoje nas ruas do Rio de Janeiro, organizado pela Fundação Laço Cor de Rosa buscando divulgar o Câncer de Mama. Fiquei sabendo do Bloco pelo MARAVILHOSO Grupo Amigas do Peito!!!!



Ai participando do Bloco das Vitoriosas Virtualmente!!!!




quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Enfim o carnaval acabou...

Gente lá vem eu sumida de novo né? Sabe eu acho que sou a pessoa com Câncer mais atarefada do mundo. Eu já falei que na vida as coisas deveriam acontecer cada uma de uma vez, mas ...não é assim.

Já fiz minha quinta sessão de quimio e foi como de sempre: muito cansaço, muito sono, muita dor nas pernas, algumas náuseas e aquele mal estar geral de sempre. O médico me elogiou, depois que eu comecei a dieta engordei apenas 1 kilo, eu arrasada por ter engordado e ele me dando os parabéns!!! Fazer o quê, tive que aceitar, afinal eu poderia ter engordado muito mais... Tudo bem que na semana depois da quimio a dieta ficou meio abandonada. Eu não tenho vontade de comer e só consigo comer algumas coisas, ai comi o que descia, que nem sempre era o da dieta...

Essa foi a parte dedicada ao câncer nesses meus dias, o restante do tempo foi só atribulação da vida mesmo. Como eu já falei antes, minha filha Ana Luiza tem um atraso no desenvolvimento e a gente sempre veio investigando e cuidando, até que agora, ela foi diagnosticada com Síndrome do Espectro Autista. Segundo a equipe que fez a avaliação dela, além do autismo ela pode ter uma síndrome genética chamada Síndrome de Rett, que é degenerativa e muito grave.

É lógico que essa noticia me abateu, ninguém deseja ouvir um diagnóstico desse, mas por outro lado também foi um alívio, porque pelo menos agora eu sei o nome do inimigo, e já posso me armar para lutar contra ele. No momento, estamos aguardando consulta com geneticista para iniciar a investigação da Síndrome de Rett. Minha princesinha já foi encaminhada para um programa de estimulação especifico e já está frequentando todas as manhãs. Eu sei que essa ação já gerou um monte de reação, porque corremos atrás de vaga, depois tiramos ela da creche período integral, colocamos na escola meio período, compramos material pra escola, compramos material pra estimulação, enfim mil coisas.

Ah, fora os médicos e mais exames que ela precisou fazer e novos horários para se adaptar e ainda tivemos que passar por uma troca de medicação, que sempre é terrível. Nesses períodos a Ana Luiza fica agitada, não come direito, não dorme direito, chora muito, até o corpo se adaptar com a nova medicação. Pra mim é horrível ver ela sofrendo, ainda mais agora do jeito que eu estou com os movimentos limitados do braço.

Nessa confusão toda, vem o carnaval, com 5 dias sem escola e sem creche, com todo mundo viajando e ainda por cima, chovendo. Ninguém merece!!!!!! Eu e meu amor brincamos de tudo o que foi possível, vimos todos os filmes infantis possíveis, inventamos lanchinhos, passeamos de carro, e ficamos exaustos de cuidar dos meninos.

O pior é que se fosse uma situação normal, sem eu estar doente, a gente teria adorado fazer tudo isso. Só que eu ainda sentindo os efeitos da última quimio, sem disposição nenhuma pra nada, sobrando a maior parte das coisas pro meu amor fazer sozinho, ficou pesado pra nós dois. Ainda bem que acabou e amanhã tudo volta a rotina normal e eu também já estou me sentindo melhor.

No mais, como diria minha vó Iaiazinha: entre mortos e feridos, salvaram-se todos!!!!!!

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

Redes Sociais

Hoje eu quero falar de uma coisa que ta me ajudando muitooooooooo e me deixando muitooooooo feliz, e que eu tenho que dar a mão a palmatória porque eu não acreditava muito: redes sociais!!!!

Eu desde que começou essa história de internet eu sempre participei, tinha e-mail, depois veio o orkut e eu logo fiz um pra mim e tal e tal. Eu sempre me relacionava com pessoas conhecidas, nunca trocava -email ou adicionava quem eu não conhecia. Na verdade, como eu já morei em vários lugares e tenho amigos espalhados por todo canto, a internet era um meio rápido e fácil de comunicação.

Mas eu nunca gostei de bate-papo, e nem gosto até hoje, eu só entro em bate-papo se eu marcar com alguém de conversar ou se eu quiser falar com a pessoa e não consegui de outro jeito, e eu falo e acabou. Eu tenho uma amiga a Paty, que eu chamo de dupla, que fica no msn até as 5 da manhã e no outro dia vai trabalhar com sono, mas não perde uma conversa!!!! Eu nunca fiz isso, eu não tenho paciência pra ficar no computador tanto tempo arranjando conversa.

Minha outra amiga linda a Hérica, casou com um rapaz - Márcio _ que ela conheceu pela internet, ela morava em Fortaleza e ele em Graça- SP, se conheceram pela net, começaram a namorar virtualmente e depois realmente e casaram, já estão casados há 4 anos, hoje moram em Graça e estão felizes. Quando a Hérica me contou que conheceu um cara pela internet, eu falei que ela era louca, eu jamais teria coragem.

Pois é, mas Graças a Deus as pessoas mudam!!! E eu mudei!!! Quando me descobri com Câncer de Mama comecei a fuçar em tudo na internet e achei vários blogs de mulheres que estavam passando pela mesma situação, ai eu resolvi fazer esse blog e pra surpresa minha eu acabei conhecendo um monte de gente do mundo virtual.

Um dia recebi um comentário bem legal de uma moça chamada Marina Maior (que realmente é maior, maior bom humor que já vi), ela disse que iria me adicionar num grupo do facebook chamado Amigas do Peito. Eu fui adicionada e comecei a participar desse grupo de mulheres que estão, já estiveram ou tem parentes e amigos com Câncer de Mama, e tem também algumas mulheres que tem outro tipo de câncer que também fazem parte. 

Esse grupo tem sido fundamental na minha vida, no meu dia a dia, lé eu conheci várias mulheres incríveis, que deixam meu dia mais feliz, e que se tornaram minhas amigas, sem nunca a gente ter se visto pessoalmente. Com esse grupo eu já chorei, já ri muitoooooo, já dei opinião, já aprendi coisas novas, já conheci pessoas de lugares que eu nem sabia que existiam....

Agora nós estamos fazendo um amigo secreto ou oculto, na verdade a ideia surgiu no fim do ano, mas foram chegando novas amigas do peito, e querendo participar, que acabou virando um amigo secreto carnavalesco, mas o que vale é a intenção. Pode parecer uma coisa simples, mas pra quem está com Câncer, fazendo quimioterapia, que não pode estar em lugar com multidão, nem ficar saindo a toa, participar de um amigo secreto é muita coisa.

Eu queria deixar registrado a importância desse grupo pra mim, quando eu acordo a primeira coisa que eu faço é correr pro computador pra ver as novidades do grupo que aconteceram de madrugada, porque tem um povo que não dorme e passa noite postando e ai eu durante o dia passo o dia lendo e assim vai.

Por enquanto, eu não posso falar quem eu tirei no amigo secreto, depois que meu presente chegar eu compartilho aqui no blog pra todo mundo ver.

Ah, fora o grupo, ainda tem os seguidores do blog, que muitos eu nem conheço e mandam comentários lindos e super carinhosos. Outro dia olhando a estatística do blog vi que tem gente acessando da Letônia acredita? A Letônia fica lá perto da Russia do outro lado do mundo....Eu nunca tinha pensado em ir tão longe com a mina história!!!!

Por isso eu tenho só que agradecer muito as redes sociais, pelas possibilidades que ela me deu, de conhecer coisas novas, pessoas incríveis e aprender sem barreiras.

Ah, não vou colocar nome de mais ninguém do grupo para não cometer uma injustiça e esquecer alguém, afinal hoje já somos 146 participantes, todas lindas, fortes e guerreiras!!!!!

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Mudanças...

Sabe todo dia eu me olho no espelho, sempre percebo alguma mudança, é um pelo da sobrancelha que cai, uma espinha que nasce, e assim vai...Mas ontem eu tive um choque!!!! Sabe um choque de realidade!!! Minha aparência mudou muito nesses meses de tratamento, tá certo que eu tenho certeza que eu mudei muito mais por dentro que por fora, e o que me chama atenção nem é a parte estética da coisa não. 

Minha sogra estava aqui em Fortaleza visitando a gente, ela ficou poucos dias, mas já deu pro meu amor matar um pouco as saudades e os meninos também curtirem a avó que eles tanto gostam. Como ela estava aqui, fizemos alguns passeios pra ela conhecer Fortaleza, não deu pra passear muito porque aqui em casa tá todo mundo meio doente e ficou difícil, mas mesmo assim, passeamos um pouco e tiramos fotos. No dia que ela foi embora eu peguei a máquina dela e fui baixar as fotos pra gente ficar com uma cópia e olha o que eu descubro: uma foto minha!!!! Quando eu olhei, eu mal reconheci, depois percebi que era eu. 

Procurei uma foto no computador mais antiga pra comparar, fazer um antes e depois. Achei uma de julho de 2011, quando eu já sabia que estava com um nódulo no seio e estava fazendo exames para investigar. Nem sonhava em estar com Câncer de Mama, estava vivendo a pleno vapor, com mil coisas todos os dias, e aquela correria e tal. 

Quando eu olhei as duas fotos, percebi que são muito diferentes, me toquei de como a doença e o tratamento  mexeram comigo. Nem dá pra dizer que eu to feia, porque eu não to feia, eu estou doente!!!! É visível a diferença da vivacidade da pele, do brilho, que não existe agora. Nesse momento, eu to pálida, cinza, com o olho pequeno, com jeito de cansada, abatida. Pra mim, foi um choque de realidade, mas foi um choque bom, porque eu consegui me perceber doente, com fisionomia de doente mesmo, de quem tá fazendo um tratamento pesado, que interfere no corpo todo, até na unha do dedinho do pé que tá ficando escura.

Por que às vezes eu me olho no espelho e fico pensando que eu tenho que fazer alguma coisa pra ficar melhor, me arrumar mais, sei lá. Mas não, eu não preciso fazer nada, eu já to fazendo, eu já to fazendo tudo o possível: eu to me tratando!!! E é isso que realmente importa agora. Não que eu tenha deixado de ser vaidosa, de jeito nenhum, apenas acredito que eu tenho que ser vaidosa no momento certo, e agora é hora de se cuidar e ficar viva e bem. Depois com o tempo eu volto a ser como eu era. Não, com certeza não. Depois eu volto a ser bem melhor do que eu era, afinal, além de bonita, eu vou ter vencido um Câncer e aprendido muito sobre a vida.

Numa tarde de julho/11 com minha princesinha na casa da Pri


Final de janeiro/12 nas Tapioqueiras em Fortaleza

Ah, pensando bem tem uma coisa que continua igual: o SORRISO!!!!!

domingo, 29 de janeiro de 2012

Sumida....

Bem estive sumida....e olha que quase que foi pra sempre!!!! Não nada de grave, apenas a falta de memória que me atacou de vez depois que comecei a fazer quimioterapia: simplesmente esqueci o login de acesso ao blog!!!! Sério, mesmo, esqueci esquecido?!?! Passei uma semana testando todas as possibilidades de login possíveis e nada, a senha eu lembrava, (geralmente é o mais difícil), mas nada do login. Eu já estava desanimada, já tinha tentando recuperar de toda maneira sem conseguir, até que numa madrugada eu sonhei com um login, assim que acordei eu testei e deu certo...Graças a Deus no sonho eu me lembrei...

Já fiz a 4ª quimio, fizemos o mesmo ritual de sempre: exame de sangue, tudo OK, consulta com Dr. Ronaldo, e tome horas de quimioterapia...Sempre com a mamãe do lado, é claro!!!!!! Dessa vez foi diferente, primeiro que assim que eu entrei no consultório o Dr. Ronaldo já falou - "Você engordou, né?" e olha que ele não é cara mais reparador do mundo...depois conversando, eu expliquei as reações que tinha tido da última quimio e ele optou por mudar meu esquema de quimioterapia. Agora eu iria tomar o taxotere em Y com um corticoide durante 2 horas para evitar qualquer reação desagravel. Tudo bem, realmente a reação da última não foi boa, mas...isso aumentou ainda mais a duração da quimioterapia e consolidou mais uns quilos na balança. Resultado: encaminhamento pra nutricionista.

Na verdade, o meu prazer só está diminuindo, agora além de não conseguir comer um monte de coisa gostosa, ainda não vou pode, agora que lascou mesmo!!!! Tudo pela saúde e pela vida, fazer o que?

Mais o vez o Dr. Ronaldo acertou, eu não tive nada, nem enjoo, nem náusea, só fiquei dopada, tomando nausedron, dramin e antialérgico. Parecia um bebê comia, dormia, acordava, comia, dormia, e assim os dias iam se passando. Sinceramente, eu prefiro mil vezes dormir do que ficar enjoada, então de certa forma foi bom. A parte ruim é que a vida fica passando e você nem consegue fazer nada, fora os sonhos que eu tenho quando fico assim...dessa vez, até com a rainha da Inglaterra eu sonhei, kkkkkk.

Hoje melhorou bem a sonolência e já estou quase normal, quer dizer, normal pra quimioterapia, porque normal, normal, faz tempo que eu não fico. Até fiquei com inveja do meu amor, da disposição física dele, da agilidade, do preparo mesmo. Ele não cansa: fica com os meninos, dorme tarde, anda pra lá e pra cá o dia todo e fica bem; eu vou da sala pra quarto e já to cansada, dói as pernas, o corpo todo, fico mole, um horror. 

Eu sei que inveja é um sentimento ruim, e eu não quero nunca que ele fique como eu estou, mas confesso que eu queria emprestado só um pouquinho dessa força, pra fazer alguma coisa me sentindo disposta. Acho que é isso, me sentir disposta, eu nunca mais me senti assim. Faço as coisas mais cansada ou menos cansada, nunca com disposição, é sempre na base do sacrifício, um dia mais, um dia menos...

Mas, o futuro que me aguarde...Daqui a pouco vou estar bem disposta e poder fazer tudo e querer fazer tudo com meu amor, pra não deixar ele sobrecarregado e pra curtir bem montão meus filhos mais lindos do mundo!!!!!!

Ah, e que Deus conserve a energia do João!!!!!